Blog de Infraestrutura

Infraestrutura

01dez

‘MP das concessões’ é publicada pelo Governo Federal

Por e , em PPP

transporte_logistica

Foi publicada na última sexta-feira (25) no Diário Oficial da União a Medida Provisória nº 752 (“MP”), para disciplinar a prorrogação antecipada e a relicitação de concessões (incluindo parcerias público-privadas – PPP) nos setores rodoviário, ferroviário e aeroportuário.

O texto da MP vinha sendo discutido há alguns meses pelo Governo Federal e trouxe como principal novidade a possibilidade de que o órgão público contratante e a concessionária interessada pactuem a extinção do contrato de concessão em vigor. Como consequência, será instaurada licitação para que um novo operador assuma o objeto do contrato extinto.

De acordo com a norma, poderão ser relicitados os contratos que não estiverem sendo cumpridos ou cujos contratados não tenham mais capacidade de adimplir suas obrigações. As condições em que se dará cada processo de relicitação deverão ser disciplinadas em termo aditivo assinado pelas partes contratantes.

Além da relicitação, a MP dispõe acerca das condições para a prorrogação do prazo de vigência dos contratos que tenham previsão de prorrogação ainda não realizada. Para tanto, a parte interessada deverá manifestar-se pelo menos 24 meses antes do término do prazo original do contrato, salvo previsão específica diversa.

A prorrogação poderá ser contratual, se realizada em razão do término do prazo original do contrato, ou antecipada, se pactuada antes do término da vigência do contrato. Em qualquer caso, o contratado deverá demonstrar o atendimento das exigências previstas na MP. Além disso, as prorrogações serão objeto de consulta pública, bem como submetidas à apreciação do Tribunal de Contas da União.

A prorrogação antecipada é admitida somente para contratos cujo prazo de vigência estiver entre 50% e 90% do prazo original e está sujeita a condições adicionais. Entre elas, destacam-se o compromisso do contratado de realizar novos investimentos; o cumprimento de metas de produção e de segurança, no caso das concessões ferroviárias; e a execução de, no mínimo, 80% das obras previstas no contrato, no caso das concessões rodoviárias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.
(*)Campos obrigatórios.

*

*

Arquivos de post

dezembro 2016
D S T Q Q S S
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

São Paulo

R. Borges Lagoa 1328
São Paulo SP Brasil
04038-904
T 55 11 5086-5000
F 55 11 5086-5555

ver mapa

Av. Paulista 2421
8º andar
São Paulo SP Brasil
01311-300
T 55 11 3291-1000
F 55 11 3291-1111

ver mapa

rio de janeiro

Rua Buenos Aires, 15
7º andar
Ed. Buenos
Aires Corporate
Rio de Janeiro, RJ
Brasil
20091-005
T 55 21 3535-2100
T 55 21 3535-2100

ver mapa

brasília

Setor Comercial Norte
Quadra 2 Bloco A
Ed. Corporate
Financial Center
6º andar Conjunto 604
Brasília DF Brasil
70712-900
T 55 61 3426-8000
F 55 61 3426-8099

ver mapa

porto alegre

Av. Carlos Gomes 222
Ed. Opus One 5º andar
Porto Alegre RS Brasil
90480-000
T 55 51 3025-2200
F 55 51 3025-2222

ver mapa

campinas

Av. Dr. José Bonifácio
Coutinho Nogueira 150
8º andar
Campinas SP Brasil
13091-611
T 55 19 3207-3666
F 55 19 3202-2375

ver mapa

caxias do sul

Rua Dr. Montaury 2090
5º andar
Caxias do Sul RS Brasil
95020-190
T 55 54 3534-8464

ver mapa

new york

150 East 58th Street
16th andar
New York NY USA
10155
T 1 212 698-1445
F 1 212 698-1144

ver mapa

© TozziniFreire Advogados. Todos os direitos reservados.